Tira-dúvidas

Plural de lápis

A forma correta do plural de lápis é lápis, isto é, essa palavra mantém a mesma forma, independente de estar no singular ou plural. Exemplo: Eu tenho muitos lápis de colorir em casa. Plural de lápis Conforme mencionado anteriormente, lápis mantém a mesma forma tanto no singular quanto no plural, pois há uma regra na […]

Faxina ou fachina

A forma correta é faxina, com “x”, e não “ch”. A palavra fachina, com ch, está errada, de acordo com as normas da Língua Portuguesa. Exemplo: Fazer faxina com frequência é essencial. Faxina ou fachina? A grafia correta da palavra é faxina, sendo fachina um erro ortográfico. A palavra pode ser um substantivo, quando indica […]

Atrasado ou atrazado

A forma correta é atrasado com “s”. A escrita dessa palavra com “z” é um erro de ortografia, conforme as regras da Língua Portuguesa. Exemplo: Jorge sempre chega atrasado na escola. Atrasado ou atrazado? A palavra atrasado deve ser escrita com “s” e se trata de um adjetivo utilizado para caracterizar algo ou alguém que […]

Compadre ou cumpadre

A forma correta é compadre, com “o” na primeira sílaba: com-pa-dre. A escrita com a letra “u” é considerada incorreta. Exemplo: Meu compadre faz parte da família. Compadre ou cumpadre? Compadre é um substantivo masculino e diz respeito à relação do padrinho e dos pais de uma determinada pessoa. Por vezes, a palavra é utilizada […]

Jiló ou giló?

A forma correta é jiló, com a letra “J” no início, e remete à palavra njilo, de origem angolana. Exemplo: Comprei jiló na feira de produtos orgânicos. Jiló ou giló? O jiló, também chamado de jinjilo em algumas regiões do Brasil, é um fruto do jiloeiro, muito conhecido por seu sabor amargo. Sua grafia correta […]

D’água ou de água

D’água refere-se à alguma coisa preenchida por água. Preciso sempre andar com uma garrafa d’água para me hidratar! De água é a forma utilizada para se referir a algo feito com água. O hidratante é a base de água. Índice do conteúdo: D’água De água Quando usar d’água Nesse caso, o termo é derivado da […]

Pelomenos ou pelo menos

A forma correta é pelo menos, escrita com duas palavras, formando uma expressão. A palavra pelomenos não existe na língua brasileira. O emprego não deu certo, mas pelo menos você tentou! Pelomenos ou pelo menos? A expressão pelo menos é sinônima de no mínimo, empregando uma condição de razoabilidade. Não há variação ou exceção para […]

Finjo ou fingo

A forma correta é finjo, por conta da conjugação verbal da palavra, que é irregular. Eu finjo que estou ouvindo músicas para não ter que conversar. Finjo ou fingo? Finjo é a primeira pessoa do singular do presente do indicativo do verbo fingir, para ficar claro: eu finjo. Existe uma irregularidade na forma do verbo […]

Previlégio ou privilégio

A forma correta é privilégio porque a sua etimologia é derivada da palavra latina privilegium. Júlia teve o privilégio de estudar em escolas particulares durante a vida. Previlégio ou privilégio? A palavra com a grafia correta é privilégio, com a letra i na primeira sílaba. A escrita previlégio está errada e não existe na língua […]

Segue em anexo ou segue anexo

Segue em anexo refere-se à forma como um documento está sendo enviado. Segue, em anexo, o comprovante do depósito. Segue anexo é a forma utilizada para expressar que aquilo que você vai enviar está anexado. As fotos da colação de grau seguem anexas no e-mail. Quando usar segue em anexo Quando a expressão “em anexo” […]

Feminino de elefante

O feminino de elefante é elefanta porque, no português, a regra geral para mudar o gênero da palavra é a troca da última vogal da palavra. Feminino de elefante Apesar de a forma feminina mais comum de elefante ser elefanta, a palavra aliá também aparece registrada em dicionários brasileiros e possui etimologia oriental. Entretanto, a […]

Infringir ou infligir

Infringir é utilizado no sentido de violar, desobedecer e desrespeitar alguma coisa. “Danilo infringiu as regras do colégio”. Infligir é utilizado com o sentido de punir, causar dano a alguém. “O juiz infligiu uma pena de 10 anos ao réu”. Quando usar infringir Infringir é um verbo transitivo direto e vem do latim infringo. Seu […]

Maquiar ou maquear

A forma correta é maquiar porque a palavra maquear não existe na Língua Portuguesa. Veja o exemplo: Você gostaria de se maquiar hoje? Maquiar ou maquear? A palavra maquiar é um verbo regular terminado em -iar. Embora haja alguns verbos irregulares com a mesma terminação que são conjugados com o ditongo -ei, esse não é […]

Cedilha

O cedilha é um sinal diacrítico da língua portuguesa, não uma letra, por isso, não aparece no dicionário. Esse sinal acompanha a consoante C como uma junção e apresenta sonoridade de ss – dois s. Regras e usos da cedilha O uso do cedilha funciona como indicativo da pronúncia com som de ss. Além disso, […]

Cínico ou sínico

Cínico é um adjetivo, sinônimo de sarcasmo, isto é, qualidade da pessoa que pratica cinismo. Veja o exemplo: João é tão cínico que perdeu todos os amigos. Sínico é utilizado para designar algo ou alguém de origem chinesa. Observe: Os empresários sínicos chegaram ao Brasil. Quando usar cínico O cinismo foi uma corrente filosófica, que […]

Mau humor ou mal humor

A forma correta é mau humor porque, nesse caso, mau é um adjetivo, portanto deve ser grafado com “u”. Veja o exemplo abaixo. Você sempre fica de mau humor quando acorda? Índice do conteúdo: Mau humor ou mal humor? Mau ou Mal Mau humor ou mal humor? Para qualificar o humor, é comum a confusão […]

A todos ou à todos

A forma correta é a todos porque pronomes não são antecedidos por artigo. Pedi para Maria entregar o convite a todos. A todos ou à todos? É importante lembrar que a crase é um acento que marca o encontro da preposição a/as com o artigo definido feminino a. Todos é um pronome plural e indefinido, […]

Estresse ou stress

A forma correta é estresse porque é a mais utilizada e aceita na língua portuguesa. Ela tem derivação da palavra stress, que vem da língua inglesa. A minha dor de cabeça foi causada por estresse. Estresse ou stress? A palavra estresse é um substantivo masculino que se derivou da palavra da língua inglesa stress, portanto […]

Por isso ou porisso

A forma correta é por isso, porque a grafia porisso não existe na língua portuguesa. Veja um exemplo: Você me falou que não gostava de azul, por isso comprei a blusa branca. Por isso ou porisso? A palavra por isso é uma conjunção composta por uma preposição (por) + um pronome demonstrativo (isso), resultando em […]

Currículo ou curriculum

Currículo é a forma “aportuguesada” da palavra curriculum, que tem derivação do latim e significado de “corrida” ou “trajetória”. Encaminhe seu currículo à empresa. Curriculum é uma palavra que deriva do latim e vem normalmente acompanhada da expressão vitae, compondo o significado de “trajetória de vida”. Você já montou seu curriculum vitae? Índice do conteúdo: […]

Retificar ou ratificar

Retificar é usado com o sentido de corrigir algo. Pedirei ao professor que retifique os cálculos. Ratificar é usado com o sentido de confirmar algo. O pedido foi ratificado pelo tribunal. Quando usar retificar Retificar é um verbo transitivo direto que expressa a ideia de alinhar, endireitar ou corrigir alguma coisa. Dessa forma, deve ser […]

Siso ou ciso

A forma correta é siso, porque a palavra ciso, com “c”, não existe na Língua Portuguesa. Observe o exemplo! O meu siso está doendo! Siso ou ciso? O erro entre o uso do “s” e do “c” é muito comum, pois essas consoantes, quando seguidas das vogais “e” e “i”, partilham o mesmo fonema. No […]

Feminino de maestro

O feminino de maestro é a maestro ou maestrina, porque ambos os substantivos podem ser usados para designar a mulher que rege uma orquestra. Confira a explicação! Feminino de maestro Maestro é um estrangeirismo italiano incorporado na Língua Portuguesa. Assim como no italiano, o feminino dicionarizado de maestro é maestrina. Entretanto, a palavra maestrina, no […]

Tigela ou tijela

A forma correta é tigela, porque a palavra tijela, com “j”, não existe na Língua Portuguesa. A seguir, confira a explicação. Tigela ou tijela? Confundir o uso do “g” e do “j” é muito comum, pois, com as vogais “e” e “i”, as duas consoantes formam sílabas que possuem o mesmo som. Geralmente, o uso […]